Conselhos para fazer fotos noturnas

Conselhos para fazer fotos noturnas

Há um mundo de imagens que estão relacionadas com a noite ou com pouca luz, se você preferir. E desde o fim do dia, a palavra fotografia significa ‘pintura com luz’, a noite tem peculiaridades que sabemos resolver. Então, nós compilamos uma lista de  conselhos para fazer fotos noturnas.

Conselhos para fazer fotos noturnas

Use boa medição pontual

Em condições de baixa luminosidade, use medições precisas, por isso o melhor para usar medição pontual. 

Grandes aberturas, um grande aliado na noite

Uma maneira rápida e direta para realçar um item sobre os demais é desenfocando o resto, e a maneira mais fácil de fazer isso é usando relativamente longo grande, ou quando aberturas focais são adequados. Mas isso é bem conhecida quando se trata de retratos ou fotografia de rua, tem uma vantagem importante da noite: mais luz que entra na lente.

Ajuste bem a ISO, revise as fotografias fornecidas e vigile o histograma

Três em um. Siga este processo para a carta. Lembre-se que quanto maior o ISO, o mais ruído e menos definição de detalhes, certo? Ele usa, por conseguinte, a mais baixa possível, sempre que possível para evitar a formação de ruído digital. Mas o menor não significa sempre atirar em ISO 100, no. Isso significa que o menor você pode de modo que a fotografia é bem exposta (se você tem que trabalhar com a ISO 1600, por exemplo, nada acontece). Portanto, o truque aqui é para monitorar o histograma. Note-se que apesar da falta de luz, à noite, pode haver muitas outras luzes que têm um impacto sobre a nossa imagem. Sempre verifique as imagens.

Qualquer apoio é bem-vinda para a câmera

Pense em eventos como uma manifestação, em tal situação torna-se impossível para usar um tripé para o grande número de pessoas e tempo e usando a mover-nos perder tripé. Nós precisamos de algo mais leve, então você pode usar um monopé. Mas se nós temos espaço ao nosso redor o melhor truque para estabilizá-lo é e sempre usar um bom tripé.

Preenfocar, o último recurso entre os conselhos para fazer fotos noturnas

A solução pode ser um último recurso. É algo que alguns fotógrafos de eventos normalmente executam a dança tradicional em um casamento. Nestes clubes com muitas luzes usar o foco automático pode ser pura tortura. Nesses casos, podemos fazer o seguinte. Nós usamos uma abertura de f / 5.6 ou f / 8 e foco distância, por exemplo, cerca de dois metros (se tivermos uma fita métrica, pode ajudar). Uma vez feito abordagem certa, nós focagem automática no modo manual e não toque qualquer outra coisa. Nós usamos, de claro, o mais alto ISO pudermos.

Flash é um grande companheiro

A melhoria situação acima na qualidade da imagem, se nós temos um flash ou algum tipo de iluminação. Sabendo como ele funciona e tirar proveito nos permitirá trazer para a cena certa quantidade de luz que precisamos e também fazê-lo de uma forma controlada.

Aproveite a luz continua da noite

Como no caso anterior, a utilização de iluminação externa durante a noite pode melhorar significativamente a cena. Às vezes a luz de uma lâmpada ou uma janela permitir que você a criar a magia da fotografia, utilizá-los.

Modos semi-automáticas são amigos

Se o tipo de fotografia é casual, fotografia de rua, reportagem, um bom ponto conselho para fazer fotos noturnas é começar com modos de disparo semi-automáticas, a partir destas medições, em seguida, os parâmetros varia de acordo com o tipo de foto que você deseja.

Em resumo

Fotografar à noite é uma das atividades mais complicadas, mas também o mais divertido para um fotógrafo e em que a criatividade pode florescer melhor.

Fotografar à noite oferece uma ampla gama de possibilidades para tirar fotos, mas requer considerável conhecimento sobre a luz. Espero que tenham gostado dessas dicas.

10 árvores especiais pelo mundo

Capela francesa

Saiba mais sobre as dez árvores especiais e singulares do mundo, suas dimensões e características únicas. Essas árvores monumentais se destacam por suas características únicas e nos lembram da importância da conservação deste património natural de todos.

10 árvores especiais e singulares pelo mundo

  • Árvore Tule (México)

A árvore de Tule é a árvore mais larga do mundo. Para cobrir o tronco de 14,05 metros de diâmetro é estimado que seriam necessárias pelo menos 30 pessoas de mãos dadas. Se trata de um cipreste calvo (Taxodium mucronatum) e está ao lado da igreja de Santa Maria del Tule na cidade mexicana de Oaxaca. Estima-se que a árvore tenha mais de 2.000 anos de idade.

arvore do tule

  • Hyperion (Estados Unidos)

As sequoias são conhecidas por suas dimensões gigantescas. Não é de admirar, portanto, que a altura recorde mundial em uma árvore detém uma cópia da sequoia vermelha (Sequoia sempervirens), conhecido como “Hyperion”. Localizado nas florestas do norte da Califórnia (EUA) atinge 115,5 metros de altura e é a árvore viva mais alta do mundo.

2 sequoia mais alta do mundo     

  • Matusalém (EUA)

Matusalém é chamado este pinheiro longa vida (Pinus longaeva) considerado o organismo não clonado mais antigo da Terra. Com uma idade estimada de mais de 4.700 anos, está localizado no alto das montanhas a leste de Nevada (EUA), mas a sua localização exata não é pública para protegê-la. A espécie é conhecida em Inglês, “pinos bristlecone”.

old-tree

  • Fortingall Yew (UK)

O teixo (Taxus baccata) Fortingall está localizado em um cemitério na cidade escocesa e tem a particularidade de que, embora os registros históricos o considerou masculino, já começou a dar frutos em uma pequena área de sua coroa, o que sugere que pelo menos uma parte está a mudar o sexo. Ela também é uma das árvores especiais mais antigas do Reino Unido e uma das mais antigas da Europa, com uma idade estimada de entre 2.000 e 5.000 anos.

fortingall yew

  • Ginkgo biloba na Universidade de Pádua (Itália)

Ginkgo biloba é uma árvore única no mundo, sem parentes vivos. Suas origens remontam ao período Permiano (cerca de 270 milhões de anos atrás). O espécime vivo mais velho dos quais tem registros é no Jardim Botânico da Universidade de Pádua italiana: foi plantada em 1750.

ginkgo-biloba-padua

  • Oak Chapel (França)

O “carvalho capela”, localizado na cidade francesa de Allouville-Bellefosse (Haute-Normandie), é assim chamado porque seu interior oco, foi transformado em uma capela para a adoração e um local de peregrinação. É cercada por uma escada em espiral que permite que até quase ao topo. Estima-se que o nascimento ocorreu no século IX. É cerca de 15 metros de altura e 16 metros de diâmetro.

roble-capilla

  • Sunland Baobab (África do Sul)

O Sunland Baobab é conhecido por ser a maior de seu tipo no mundo, a tal ponto que alberga um bar em seu interior. Localizado na cidade Sul-Africano de Modjadjiskloof na província de Limpopo tem uma idade estimada de mais de 1.700 anos. Recebe milhares de visitantes por ano. São realizados casamentos e várias outras atividades.

bar na árvore

  • Sonho de Ícaro (Austrália)

O Icarus Dream pertence aos Eucalyptus regnans – árvores especiais conhecidas por alcançar tremendas alturas. Este espécime particular, localizado no estado australiano de Tasmânia, é de 97 metros de altura. Os maiores exemplares encontrados pelos colonizadores europeus foram mais de 100 metros, mas agora estão mortos de várias causas, como incêndios florestais, extração de madeira ou mais.

Icarus Dream

  • Thimmamma Marrimanu (Índia)

O Thimmamma Marrimanu é a maior árvore do mundo. Localizado no distrito de Anantapur, cerca de 25 quilómetros da cidade indiana de Kadiri, no estado de Andhra Pradesh, ocupava cerca de 19.000 metros quadrados em 1989, quando entrou para o Guinness Book of World Records. Esta é uma figueira ou banyan, a árvore nacional da Índia. Esta questão tem mais de mil taproots, por isso parece que estamos vendo uma floresta concentrada.

árvores especiais

  • Big Tree (Tailândia)

O “Big Tree”, como é conhecido, é um dos principais pontos turísticos da Tailândia Ao Kian Bay, na cidade de Ko Yao. Depois de atravessar um pequeno caminho cercado por vegetação tropical você chegar a esta questão da Hopea beccariana tendo um tamanho de 64.20 metros.

Gostou das 10 árvores especiais e unicas pelo mundo? Se quer saber mais curiosidades confira também o post sobre curiosidades das árvores Quercus.

big tree

Tripés para fotografar a natureza

Ele é um dos elementos que ajudam muito na qualidade das fotos. É disso que vamos falar, das escolhas dos tripés para fotografar a natureza.

Para fotografar a natureza, mais cedo ou mais tarde vamos precisar de um tripé, se queremos fazer fotografias com mais de 0,5 sg. O problema é que quando você vai comprar um tripé, a variedade que nos apresentam é tão grande que ficamos perdidos. Se alguém não aconselhar-nos bem, corremos o risco de comprar algo que pode ser insuficiente em pouco tempo.

Características importantes de tripés para fotografar a natureza

Altura

A altura máxima dos tripés para fotografar a natureza
é muito importante, porque às vezes, para fazer a composição da imagem, ele vai tomar uma posição muito elevada. Se o seu tripé não aumentar o suficiente, você vai perder a imagem. Eu recomendo tripés que se elevam até 170 centímetros no mínimo.

tripé

Barra Central

O tripé deve ter barra central que lhe permite subir ou descer a composição. Essa barra central também deve ser capaz de ficar na horizontal ou até mesmo de cabeça para baixo. Além disso, tanto as barras centrais quanto as bases (pernas) devem ser grossas, e sólidas, porque quando fazemos fotografia na costa é necessário afundar as bases na areia de maneira que não se movam com a chegada das ondas. Que fique claro que não são todos os tripés que cumprem estes requisitos.

Sistemas de fixação

O Sistemas de fixação das pernas não deve ser parafuso cilíndrico, para enchimento de areia e sal marinho, tipicamente ligam-se e são difíceis de libertar e apertar. Sistemas de fixação deve ser mola.

tripés para fotografar a natureza

Abertura das bases

As pernas do tripé devem ser capazes de abrir totalmente até 90 graus para que possamos aproximar o tripé no chão para para fazer tomas baixas, amplamente utilizado em fotografia macro. O tripé deve baixar a até pelo menos 10 cm do solo.

tripé perto do chão

Capacidade da carga

O trpé desde aguentar o peso que seja conforme ao tipo de fotografia que você deseja fazer. Se pretende utilizar os grandes objetivos para a fotografia de aves, por exemplo, vai precisar de um tripé para manter o peso desse objetivo sobre a câmera.

Peso do tripé

Se o tripé é muito pesado nos cansaremos de levar nas caminhadas. Um tripé de 2 kg já me parece pesado.

Existe o tripé perfeito? Em geral, é muito difícil encontrar um tripé com todas estas caracterísitcas. Os que contém todas essas caracteristicas contém preços muito elevados, mas você pode priorizar pelas caracteristicas que mais são vantajosas para você e buscar os melhores preços em tripés para fotografar a natureza.

Se gostou desse post confira também o que falo sobre dicas para fazer lindas fotos da natureza e 5 maneiras diferentes de fotografar árvores.

5 maneiras diferentes de fotografar árvores

Um elemento solitário em uma paisagem minimalista não é uma ideia nova.

Fotografar paisagens com apenas uma arvore como ponte de interesse é a maneira que os fotógrafos de paisagens usam para agregar drama a imagem.

Mas, o que temos que fazer para que ao fotografar as arvores elas se destaquem mais que as demais coisas?

Confira, em seguida, algumas formas de fotografar árvores fazendo com que elas sejam o foco da foto.

Maneiras diferentes de fotografar árvores

    1. Aproveitar as estações: Uma boa ideia para fotografar arvores tornando-as o centro da atenção é capturar uma árvore solitária em todo seu esplendor sazonal. Devemos conhecer seus arredores, escolha um número de árvores e investir na mudança das estações. É bem provável que fotos feitas em parques de cidade ou mesmo na estrada fiquem espetaculares. Para ter uma boa visão você tem que esperar o momento perfeito, que é quando a estação é exibida em sua plenitude.fotografar árvores
    2. Capturando a silhueta: Para conseguir fazer a foto de maneira a capturar a silhueta deve-se posicionar a câmera de forma que o foco da foto esteja apontado para a luz solar, como é possível ver na foto abaixo. Demasiada luz fará com que a árvore permaneça como uma silhueta, pose ser que fique com um olhar ameaçador ou talvez mesmo como uma mancha de tinta (dependendo da árvore). Pense sobre a composição de uma nova maneira, emoldurando uma distribuição equilibrada de luz e sombra, em vez de colocar todos baseados na regra dos terços. Deixe seus instintos levá-lo para um equilíbrio harmonioso.arvore
    3. Utilize um polarizador: Filtros polarizadores reduzem a reflexão de partículas de umidade no ar, expondo o verdadeiro azul do céu. Não há nada melhor para aumentar o contraste das nuvens e para reduzir a reflexão das folhas e pastagens circundante. O efeito funciona melhor em 90 graus a partir do sol, mas tenha cuidado com os cantos porque pode haver escurecimento excessivo especialmente quando se utiliza lentes muito angulares.polarizada
    4. Branco e preto: Outra maneira de fotografar árvores é de maneira monocromática. Desta forma ajudam a que o olho explore as texturas e formas. As arvores funcionam muito bem em branco e preto, mas devemos lembrar que só isso não significa a garantia de fazer uma boa imagem, o uso eficaz disso requere uma boa luz.branco e preto
    5. Adicionar nuvens as imagens: Pode parecer que não, mas as nuvens podem fazer toda a diferença. Ajustamos a câmera e esperamos a disposição correta ou que os padrões das nuvens apareçam. Isso vai tornar a diferença entre uma imagem normal de uma excelente. É primordial seguir com o equilíbrio entre as nuvens e o céu e tire várias fotos tanto na horizontal quanto na vertical, para que consiga a melhor foto de acordo com a movimentação das nuvens.arvore com nuvens

Curiosidades das árvores Quercus

Hoje vou falar um pouco mais sobre curiosidades das árvores Quercus já que além de levar o nome do blog, representa muito para mim e acredito que possa gerar um certo interesse a todos os apaixonados pela natureza. Por isso colocarei aqui abaixo as que me parecem mais importantes:

Curiosidades das árvores Quercus

  1. A primeira das curiosidades das árvores Quercus que quero dizer para quem não sabe é que Quercus é um género de arvores com mais de 600 espécies diferentes e muitas delas são designadas como carvalhos.
  2. A segunda é sobre a etimologia do nome “Carvalho”: o nome vem de raiz pré-romana. Pesquisas dizem que esse tipo de arvores são originarias do hemisfério norte, por uma longa linha que vai desde a Asia até a América e entre as espécies mais comuns estão:
    – Azinheira (Quercus ilex rotundifolia) – folha perene
    – Carrasco (Quercus coccifera) – folha perene
    – Carvalho-das-canárias (Quercus canariensis)
    – Carvalho-japonês (Quercus acutissima) – caducifólia
    – Carvalho-negral (Quercus pyrenaica) – caducifólia
    – Carvalho-português ou lusitano (Quercus faginea) – folha semi-caduca
    – Carvalho-roble (Quercus robur) – caducifólia Carvalho-roble
    – Carvalho-vermelho-americano (diversas espécies)
    – Sobreiro (Quercus suber) – folha perene
  3. A terceira das curiosidades das árvores Quercus é que esses tipos de arvores são facilmente identificáveis. Seu tamanho e seus frutos são bem peculiares e não há como confundir. Eles costumam atingir entre 20 e 40m e seus frutos são como uma bola alongadas, algumas semelhantes a bolas de basebol, como na foto abaixo.
  4. A quarta das curiosidades das árvores Quercus é sobre os seus frutos: eles só são produzidos quando a arvore já tem aproximadamente 40 anos de idade e o seu pico máximo de produção acontece quando a arvore tem em torno de 120 anos.   
  5. A quinta e última curiosidade das árvores Quercus é que elas são muito importantes em Portugal e a madeira é muito valorizada, principalmente no ramo de mobiliário e na elaboração de cascos para o envelhecimento de vinhos, dentre eles o que mais se destaca é o vinho do Porto.

Espero que vocês tenham gostado desse pequeno texto sobre as curiosidades das árvores Quercus. Se quer saber algo mais deixe a sua pergunta nos comentários que tentarei responder o mais rápido possível. E para terminar sugiro que leiam também o meu post sobre com dicas para fazer fotos lindas da natureza.

Dicas para fazer lindas fotos da natureza

dicas para fazer lindas fotos da natureza

Se você esta aprendendo a fotografar será de grande ajuda conferir as dicas para fazer lindas fotos da natureza. Assim, poderá garantir o melhor angulo, luz, cor para tirar o melhor proveito de tudo de maneira natural.

Eu, em todas as minhas fotos tento tirar proveito de todos os fatores naturais que favorecem o meio ambiento, me aproveitando da tecnologia o mínimo possível.

Claro que é essencial tem uma boa câmera para poder pegar todos os detalhes, mas tento me conter apenas a isso.

Folha molhada pela chuva

Dicas para fazer lindas fotos da natureza

  • Levar um equipamento adequado

A primeira das dicas para fazer lindas fotos da natureza é ter um equipamento fotográfico adaptado para as condições ambientais para poder obter bons resultados. O mercado oferece uma variedade de câmeras com bons valores em relação preço-qualidade como as SLR, ou as de tipo híbrida, que combinam os elementos de uma compacta e de uma SLR.

Grandes paisagens requerem uma lente grande angular com uma pequena distância focal entre 16 mm e 24 mm. Se você quiser fotografar objetos ou coisas vivas à distância, precisa de umas lentes de 300 mm, já que elas têm um alcance maior. Algumas lentes de zoom têm várias posições, como as de 28-30 mm.

Como disse anteriormente, tento não ser muito consumista e sair comprando tudo mas acho que um tripé pode te ajudar a obter melhores fotos de paisagens.

Para que gosta de muita tecnologia, outras opções seriam filtros para proteger a lente ou para diferentes efeitos de iluminação; um disparador remoto para evitar o abalo da câmera e muitas outras coisas.

  • Utilize a maior profundidade de campo que puder

Essa é uma das principais Dicas para fazer lindas fotos da natureza. Enquanto em outras fotos que você brincar com profundidade de campo, a fotografia de paisagem é caracterizada pela aplicação de uma regra, a maior profundidade de campo possível, mantendo imagem inteira clara.

Lembre-se que para obter uma grande profundidade de campo deve fechar a íris da lente da câmara e compreender o conceito de distância hiperfocal.

Um bom truque para valorizar isso e para o espectador a perceber melhor a grandiosidade de um espaço é para adicionar um elemento cujo tamanho é conhecido, como uma pessoa, por exemplo.

  • Estabeleça um centro de interesse

Vale lembrar que todas as fotos têm que ter um centro de interesse, por isso identifique o seu na foto. Pode ser uma arvore, uma montanha, uma pedra, um animal, uma flor…

Outra das dicas para fazer lindas fotos da natureza é de colocar o foco da foto bem situado. Para isso aplique a regra dos terços.

Regra dos terços

  • Pense no fundo de suas fotos

Ao contrario de muitas outras temáticas, quando se trata de paisagens o fundo importa muito. Por isso devemos analisá-lo com cuidado, observando onde colocamos os pontos de interesse, se usarmos linhas retas ou curvas para dirigir a atenção na imagem, para ver como podemos criar uma sensação de profundidade…

  • Conhecer o tempo e a hora do dia

Pense bem em como você quer a sua imagem antes de sair para fotografar. É necessário levar em conta as condições climáticas e a hora do dia.

O amanhecer e o entardecer são os melhores momentos para fazer fotos da natureza. A posição do sol faz com que as quedas de luz sobre os objetos fiquem perfeitos, além das texturas e das sombras.

  • Ter paciência e constância

A natureza nem sempre ajuda, então você tem que armar-se com paciência. Pode passar horas ou dias até o momento certo que você queria retratar. E talvez mais de uma vez não é alcançado e, portanto, terá de suportar para obtê-lo. Mas também pode acontecer que a natureza nos surpreenda e obtemos um presente inesperado na forma de única fotografia.

Visual bonito

Se você tem dicas para fazer lindas fotos da natureza deixe no comentário, com certeza ajudará a alguém a melhorar suas fotos. Deixe também dúvidas e nos comente se esse artigo foi útil para você.